Home / Notícia / Pai tem canal no YouTube excluído por publicar cenas de suas filhas em pânico

Pai tem canal no YouTube excluído por publicar cenas de suas filhas em pânico

Pai tem canal no YouTube excluído por publicar cenas de suas filhas em pânico, com mais de 8 milhões de inscritos, os vídeos saíram do ar após comentários nas redes indicando “abuso de criança”.

O canal Toy Freaks, de Greg Chism, pai de Victoria, 9 anos, e Annabelle, 7, que possuía mais de 8 milhões de inscritos no YouTube, foi tirado do ar porque os vídeos mostravam suas filhas em cenas de pânico ou exposição corporal, como cuspindo uma comida ou urinando na roupa. O conteúdo foi comentado nas redes sociais como “abuso de crianças”.

As meninas protagonizavam cenas reais de medo e pânico. Um dos vídeos mais criticados é um em que o pai coloca uma rã viva dentro da banheira das garotas enquanto tomavam banho. As crianças, principalmente a mais nova, ficam desesperadas aclamando para ele parar com a tal “brincadeira”.

Em um contexto diferente, outra gravação mostra Victoria oferecendo uma “papinha” para Annabelle. Ao provar, a pequena começa a cuspir, ou quase vomitar, porque o gosto é intragável. A garota fica com lágrimas nos olhos, enquanto a irmã oferece um pouco de água.

Os vídeos do canal Toy Freak entraram na programação de conteúdo do aplicativo do YouTube Kids. Após isso acontecer, o próprio pai diz que começou a apagar os vídeos por precaução, já que tinha ciencia das regras da plataforma. Mas, mesmo assim, esse canal e mais outros dois que Chism possuia, foram derrubados.

PAI TEM CANAL NO YOUTUBE
Annabelle e Victoria se desesperam ao ver a rã em sua banheira (Foto: Reprodução YouTube / Google Search)

Pai tem canal no YouTube excluído por publicar cenas de suas filhas em pânico

Em declaração ao Buzz Feed News, dos Estados Unidos, um porta-voz do YouTube disse que leva muito a sério a segurança das crianças e que possuem políticas claras contra qualquer possível ameaça a elas.

PAI TEM CANAL NO YOUTUBE
Filha mais nova faz xixi na calça em cena de vídeo (Foto: Reprodução YouTube / Google Search)

Após a polêmica, o pai agradeceu as visualizações que tiveram até agora, “Victoria, Annabelle e eu queremos agradecer aos nossos seguidores porque minhas filhas tiveram a oportunidade de desenvolver sua criatividade e autoconfiança nos últimos anos”, disse ele em entrevista ao Buzz Feed News. “Aprecio profundamente as preocupações do YouTube com minha família e não poderia estar mais feliz por ter tido essa experiência única”, completa.

PAI TEM CANAL NO YOUTUBE
Annabelle cospe a comida por não suportar o gosto (Foto: Reprodução YouTube / Google Search)

Política do YouTube por isso Pai tem canal no YouTube

A plataforma que reúne milhares de vídeos deixa claro algumas regras básicas para qualquer publicação. Veja abaixo alguns dos principais pontos avaliados:

– A linguagem falada nos vídeos;
– Casos de violência ou imagens perturbadoras;
– Nudez ou conteúdo que sugere ao sexo;
– Imagens que pareçam perigosas.

Curta Nossa Fan Page

Check Also

RECÉM-NASCIDO

Recém-nascido é encontrado em lixeira na Zona Norte

Recém-nascido é encontrado em lixeira na Zona Norte, em Bonsucesso na Zona Norte do Rio, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *