Home / Notícia / “MINHA BEBÊ FOI TROCADA NA MATERNIDADE E EU DECIDI NÃO DESTROCAR”

“MINHA BEBÊ FOI TROCADA NA MATERNIDADE E EU DECIDI NÃO DESTROCAR”

A mãe Sophie Serrano descobriu que sua bebê foi trocada na maternidade 10 anos depois e decidiu não ter contato com a filha biológica.

A mãe francesa Sophie Serrano, 40 anos, teve que lidar com um dos piores pesadelos de toda mãe e todo pai: ter seu bebê trocado na maternidade. E o pior de tudo, ela só descobriu a troca dez anos depois.

Sophie deu à luz quando tinha 18 anos e sua bebê nasceu com icterícia o que fez com que ela precisasse ficar alguns dias no hospital para fazer um tratamento com luz.

No quarto dia de vida, a enfermeira levou a bebê de Sophie e outra bebê que também estava com icterícia para o tratamento e foi quando a troca ocorreu. A enfermeira se confundiu e trocou as bebês.

Sobre este momento, Sophie se lembra de ter estranhado o fato da filha ter voltado do tratamento com mais cabelo. “Eu perguntei para a enfermeira porque ela estava mais cabeluda e a enfermeira explicou que era por causa do tratamento com luz e eu acreditei nela.

Na época jamais pensei que uma troca poderia acontecer, eu era bem jovem e confiava na equipe médica”, recorda-se Sophie em entrevista ao jornal The New York Times.

Os anos foram passando e Sophie e seu companheiro começaram a achar que havia algo errado. Isto porque a pequena Manon não se parecia com eles, tinha a pele mais escura que a deles e o cabelo bem cacheado, enquanto o cabelo de Sophie e do parceiro eram lisos. Sophie se recorda que seu companheiro começou a desconfiar que havia sido traído por ela. E por este motivo o relacionamento dos dois foi ficando muito ruim até que eles se separaram.

BEBÊ FOI TROCADA NA MATERNIDADE
Bebê foi trocada na maternidade e decidi não destrocar

Bebê foi trocada na maternidade

No processo de separação, ele exigiu que fosse feito um exame de DNA em Manon, pois o ex-companheiro de Sophie acreditava que a menina não era sua filha e não iria pagar pensão se fosse comprovado que ela não era sua filha. “Eu achava que o teste de DNA seria um alívio para nós, assim meu ex veria que a filha era dela e iria parar com as desconfianças”, explicou Sophie em entrevista ao jornal The New York Times.

Mas, o resultado foi exatamente o oposto disso. O teste revelou que nem seu ex-companheiro e nem Sophie eram pais de Manon. Na época, a menina já tinha 10 anos de idade! “Foi como se eu tivesse sido atingida por um Tsunami. Eu senti uma ansiedade tremenda. Fiquei com medo de perder Manon. E por outro lado, de repente, você descobre que sua filha biológica está perdida por ai, como eu poderia encontra-la? Foi então que eu me lembrei da história do cabelo na maternidade”, disse Sophie.

Sophie também contou que a descoberta não mudou a maneira como ela se sentia em relação à Manon. “O lugar dela no meu coração é intocável”, disse Sophie em entrevista ao jornal britânico DailyMail.

Após a descoberta, iniciou-se uma investigação para saber quem era a filha biológica de Sophie e os pais biológicos de Manon. E a polícia descobriu quem era esta família.

Pouco após a descoberta, as duas famílias se encontraram. Manon se lembra do quão estranho foi este primeiro encontro. “Por um lado foi bom porque eu vi de onde veio a minha aparência. Eu tenho o nariz do meu pai biológico e a cor dos olhos dos meus pais biológicos.

Bebê foi trocada na maternidade e decidi não destrocar

Após mais uma série de encontros entre as famílias, Sophie também passou a sentir que a filha biológica era uma muito diferente dela e não era de fato sua filha. “Eu percebi que nós erámos muito diferentes. Erámos diferentes na maneira como lidávamos com a vida. Minha filha biológica parecia comigo fisicamente, mas de repente eu percebi que eu tinha dado à luz a uma pessoa que eu não conhecia, eu não era mais a mãe dessa criança”, contou Sophie em entrevista ao jornal The New York Times.

A outra família também estava se sentindo da mesma maneira que Sophie e Manon. E então, após muitos encontros, todos tomaram a difícil decisão de não manter mais contato. “Todos nós sentimos que só assim poderíamos ter uma vida normal”, contou Sophie.

Para Manon, a descoberta de que Sophie não era sua mãe biológica, só fortaleceu ainda mais os laços entre elas. “Nós temos um relacionamento muito próximo, um laço de amor e confiança que se fortaleceu ainda mais com tudo que aconteceu”, disse Manon, que hoje tem 21 anos.

Ambas as famílias entraram com uma ação contra o hospital devido à troca. Após mais investigações, eles descobriram que a troca ocorreu porque a enfermeira havia consumido bebidas alcoólicas antes de ir trabalhar.

Em 2015, as famílias receberam uma indenização de 6 milhões de reais por causa do ocorrido. “Após colocar os dois bebês para receber a luz, a enfermeira, que havia bebido, acabou trocando eles e colocou a roupa da minha filha na bebê da outra família. Isto é uma negligencia imperdoável.

Durante todos esses anos o hospital NUNCA nos pediu desculpas e ainda tentou nos atacar dizendo que nós deveríamos saber que os bebês não eram os nossos”, conclui Sophie.

Curta Nossa Fan Page

Check Also

FAMÍLIA É AMEAÇADA DE DESPEJO

Família é ameaçada de despejo por choro de bebê, em Londres

Família é ameaçada de despejo por choro de bebê, em Londres, isso mesmo a família …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *