Home / Notícia / Johnson & Johnson terá que pagar US$ 417 milhões em caso de câncer vinculado ao talco

Johnson & Johnson terá que pagar US$ 417 milhões em caso de câncer vinculado ao talco

417 milhões de dólares! Essa é a quantia que a empresa Johnson & Johnson deverá pagar a uma mulher de 63 anos.

Eva Echeverría afirma que o câncer de ovário de que sofre foi causado pelo uso do talco para bebê em suas partes íntimas.

A vítima explica que tinha apenas 11 anos quando começou a usar o talco Johnson’s Baby Powder.

No entanto, foi há dez anos, em 2007, que, ao extirpar um tumor, foi diagnosticada com câncer de ovário, infelizmente em fase terminal.

Por isso, o juiz deliberou que fossem pagos a ela 70 milhões de dólares em danos compensatórios e 347 milhões mais como sanção em danos punitivos.

O advogado de Eva, Mark Robinson, afirmou que estava feliz com o veredito, e assegura que a Johnson & Johnson estava escondendo o caso durante anos.

Eva Echeverría, em sua defesa, citou uma pesquisa realizada em 1982 dirigida pelo pesquisador Daniel W. Cramer.

Nesse estudo, ele explicava como as mulheres que usaram o talco em sua região íntima aumentaram em cerca de 92% o risco de sofrer de câncer no ovário.

Foi então que ordenou que a empresa Johnson & Johnson colocasse uma etiqueta advertindo aos consumidores de suas possíveis consequências.

No entanto, a companhia se omitiu.

A condenação da Johnson & Johnson

JOHNSON & JOHNSON

Essa não é a primeira reclamação que a Johnson & Johnson, empresa sediada em Nova Jersey, recebe. De acordo com o jornal Los Angeles Times, apenas na Califórnia há 300 queixas pendentes.

Sem dúvida, são poucas comparadas com as mais de 4,5 mil em todo o território dos Estados Unidos. Milhares de petições de mulheres reclamando que desenvolveram câncer dos ovários ao utilizar talco para eliminar o mau odor vaginal.

A companhia já perdeu cerca de 300 milhões de dólares em quatro de cinco casos anteriores, em Missouri. No entanto, a Johnson & Johnson planeja apelar e demonstrar a qualidade e segurança de seu produto.

A pergunta é: O uso de talco é realmente seguro? Não é uma novidade que liguem esse produto ao risco de sofrer com o câncer de ovário.

Independentemente das reclamações antes mencionadas, a Agência Internacional de Investigação sobre o Câncer cataloga o uso de talco nas partes íntimas como “possível causador do câncer”.

Por sua parte, a organização britânica sobre o câncer de ovário (OVACOME) assegura que não há provas suficientes para dizer se o uso do talco aumenta o risco de desenvolver a doença.

O que torna o talco da Johnson & Johnson perigoso?

JOHNSON & JOHNSON

Ao que parece, são as substâncias que se encontram entre seus ingredientes. O pó de talco, conhecido também como silicato de magnésio, é um mineral que contém asbesto.

Ele não só causa problemas respiratórios severos, como também causa efeitos cancerígenos que têm sido estudados desde 1971. Por isso, a norma exige que seja substituído pelo amido de milho.

Ele vem sido usado para bebês desde os anos 70. No entanto, há suspeitas de que a pesquisa não seja profunda, já que se baseia na quantidade de produto que as pessoas lembram que usaram, mas não é exata.

Existem muitos estudos que asseguram que não existe relação entre o talco e o câncer de ovário.

Nesses estudos, faz-se uma analogia com o cigarro, explicando-se que, quanto mais se fuma, maior o risco de câncer de pulmão. No entanto, essa situação não foi comprovada com o uso do talco.

Como se prevenir ?

Cabe ressaltar que o talco passa por revisões de produtos cosméticos. Por isso, não é avaliado exaustivamente pelo Departamento de Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA.

Há milhões de produtos no mercado que não fazem bem à saúde, porque se baseiam apenas na estética, sem preocupação com o bem-estar dos consumidores. Em todo caso, o melhor é usar produtos naturais e com poucas substâncias tóxicas.

Curta Nossa Fan Page

Check Also

CASAL É PRESO

Casal é preso por manter 13 filhos acorrentados

Casal é preso por manter 13 filhos acorrentados a Polícia foi alertada por uma das …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *