Home / Notícia / Empregada é demitida por patroa após usar o único banheiro da casa: ‘Nojenta’

Empregada é demitida por patroa após usar o único banheiro da casa: ‘Nojenta’

Empregada é demitida por patroa após usar o único banheiro da casa e se não bastasse foi também chamada de nojenta.

Ser demitido do trabalho por utilizar o único banheiro disponível parece algo impossível de acontecer não é mesmo? Pois por mais surreal que seja essa possibilidade, foi esse o motivo que uma patroa usou para dispensar sua empregada. A história foi publicada na página de ativistas do Facebook “Eu, empregada doméstica”.

Na página, diversas histórias de abusos e humilhações sofridas por esses profissionais são apresentadas pela ex-doméstica Joyce Fernandes, que atualmente é historiadora, rapper e ativista. Na última quarta-feira (22), prints de uma conversa de WhatsApp mostraram o quanto essa profissão ainda é tratada de forma excludente e secundária.

“Dona Juliana”, a patroa, apesar de afirmar que a faxina ficou ótima, avisa que não quer mais o serviço. Tudo porque a empregada usou o banheiro. “Aqui em casa só temos um banheiro e você utilizou por que eu ouvi a descarga. Sabe, isso é anti-higiênico. Você faz isso na casa das pessoas que trabalha?”, questionou a mulher.

A funcionária não baixou a cabeça e retrucou ante ao absurdo da pergunta. “Trabalhei igual condenada e não tinha o direito nem de usar o banheiro?”. Mas a patroa, aparentemente, não percebeu a própria incoerência. “Não me interessa, querida. Não quero esse tipo de pessoa na minha casa. Além do mais joguei os talheres e o prato que você comeu fora”.

Empregada é demitida por patroa após usar o único banheiro da casa

EMPREGADA É DEMITIDA
Empregada é demitida por patroa após usar o único banheiro

Quando o patrão pode demitir a empregada por justa causa?

Para o empregador demitir a doméstica, existem motivos listados dentro da PEC das Domésticas.

Motivos que podem gerar uma demissão por justa causa:
embriaguez habitual ou em serviço
indisciplina ou insubordinação do empregado
Maus tratos a enfermos, idosos, pessoas com deficiência e crianças sob cuidado direto ou indireto, podendo ter que responder criminalmente
praticar mau procedimento
condenação criminal do empregado, após conclusão do processo
preguiça no desempenho das funções
abandono de emprego (ausência injustificada por mais de 30 dias)
praticar ato lesivo à honra ou à boa fama de qualquer pessoa, inclusive empregador ou família, durante o serviço
praticar jogos de azar

A página não divulgou – por motivos de segurança – as identidades dos envolvidos no caso.

(Fonte: Metrópoles)

Curta Nossa Fan Page

Check Also

CIRCUNCIDADO

Mãe acusa ex-marido, ex-sogra e médico de terem circuncidado seu filho sem permissão

Mãe acusa ex-marido, ex-sogra e médico de terem circuncidado seu filho sem permissão esse caso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *